Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Institucional Apresentação

Escola de Governo de Alagoas

Missão e atividades da Escola de Governo de Alagoas

 

A instituição Escola de Governo de Alagoas tem por principal objetivo trabalhar na formação e aperfeiçoamento profissional dos servidores públicos estaduais.

Entre um conjunto de ações com o objetivo de promover a modernização da administração pública do Estado de Alagoas em busca de melhor atendimento na prestação de serviços à sociedade, a o governo do Estado de Alagoas, dentro de nova estrutura, cria a Escola de Governo por meio da Lei Estadual nº. 6.186, de janeiro de 2000 na gestão do governador Ronaldo Lessa, sendo dada continuidade pelo atual governador Teotonio Vilela Filho com muita propriedade.

Com esse espaço de interação e aprendizagem, a Escola de Governo de Alagoas se transforma em uma organização que interage, aprende e compartilha conhecimento com seus servidores públicos.

A missão da Escola de Governo é a de promover a socialização e produção do conhecimento visando à melhoria da gestão pública do Estado, dinamizando e otimizando os serviços prestados e oferecidos à Sociedade.
A Escola de Governo quer ser reconhecida como uma instituição que potencializa os saberes dos servidores públicos estaduais com foco na melhoria da gestão pública, contemplando a dimensão humana, numa perspectiva ética planetária.

Recriada  em 2000, a Escola de Governo de Alagoas está vinculada à Secretaria de Estado da Gestão Pública  e constitui-se em um instrumento de formação e desenvolvimento de servidores públicos no âmbito da Administração Pública do Poder Executivo, promovendo espaços para discussão, compreensão e inovação das práticas gerenciais comprometidas para o exercício da gestão pública de maneira eficiente, ética e cidadã.

A Escola de Governo de Alagoas oferece cursos que prepara o servidor público para a cidadania, intervindo no processo de formulação, execução, controle e avaliação de políticas públicas. Pode-se afirmar que a Escola de Governo de Alagoas é uma escola de educação cívica, de cidadania e de respeito aos valores democráticos

Com o objetivo de preparar generalistas para a direção pública, os cursos se destinam às pessoas que têm vocação de liderança e se propõem a levá-las a elaborar uma visão de conjunto da realidade, em cujo contexto concreto os líderes atuam.

A Escola de Governo foi criada com o objetivo de preencher uma grave lacuna em nosso sistema educacional, qual seja a formação de pessoal habilitado a exercer as tarefas de direção de pessoas com ampla atividade política, mas jamais partidária.

Não se trata de mais uma Escola de Administração Pública. O administrador público tende a ser um especialista, enquanto o dirigente deve estar apto a compreender os elementos fundamentais de qualquer área de governo, competindo-lhe a responsabilidade de decidir e definir prioridades, o que pressupõe a capacidade de julgar as questões no contexto da realidade global em que se inserem.

A Escola de Governo pretende contribuir para formação daqueles que participam, direta ou indiretamente, do funcionamento do Estado, não somente os que tomam as decisões, mas também os que as influenciam.

A Escola de Governo tem por atribuições promover:

  • A gestão do capital intelectual, atuando nas áreas do conhecimento, das competências e das habilidades de forma a contribuir com a Gestão Pública do Estado;
  • A valorização do servidor público em todos os sentidos, entendendo-o como o "elo essencial na relação Estado-Cidadão";
  • A qualificação do servidor público para o atendimento das políticas de governo, oferecendo à sociedade serviços públicos de e com qualidade;
  • A instituição, consolidação e integração dos Centros de Formação e Desenvolvimento de Recursos Humanos no âmbito da Administração Pública do Estado de Alagoas;
  • A integração com instituições nacionais e internacionais de formação e desenvolvimento de pessoas no setor público.


  Criada e instituída em 11 de agosto de 2000, pela Lei Estadual nº. 6.186, e publicada no Diário Oficial do estado em 15 de agosto de 2000, sob a forma de Sistema Integrado de Formação e Desenvolvimento de Recursos Humanos. Constituindo-se em um instrumento de convergência das ações das unidades responsáveis pela formação e desenvolvimento de recursos humanos no âmbito da Administração Pública do Poder Executivo Estadual e tem por principal finalidade promover o desenvolvimento sócio-cultural e profissional dos Recursos Humanos para a Administração Pública Estadual, visando contribuir para a melhoria da qualidade da Gestão Pública, através da identificação de necessidades e ações de formação, capacitação, adaptação funcional, educação continuada, além da atualização e do aperfeiçoamento profissional.

 

 

 

Ações do documento